Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Se a Vida te dá limões...

Rotinas, Organização, Dicas e Desabafos. Uma vida igual a muitas outras!

Porque e perda Gestacional existe

Ana Gomes
29
Out21

Ontem estava a conversar como marido sobre o facto de irmos fazer 10 anos de casados apesar dos 20 que estamos juntos e falou-se (inevitavelmente) no facto de 15 dias depois de casar ter perdido um bebé! 

Sim foram estas palavras que eu disse que despolotou curiosidade no meu filho mais novo que em novembro faz 9 anos. 
Estava na hora de lhe explicar como tinha perdido um bebé e o que era a perda gestacional. 

Pensei eu que a coisa seria fácil... sou mesmo burra! Como pude achar que uma criança de 9 anos consegue entender o que é uma perda gestacional só dizendo-lhe que não tinha batimentos! Ai Ana, Ana acorda! 

Depois de eu proferir esta frase linda e bela ao meu filho "a mãe perdeu o bebé no hospital!"  reparei que o rapaz ficou pensativo mas logo de seguida pergunta-me "o bebé já foi adoptado?"

Desculpem-me mas não aguentei, ri-me que nem louca mas depois percebi que a inocência de uma criança é o mais maravilhoso que há no mundo! Para eles tudo é simples e fácil de resolver, porque segundo o meu filho o bebé tinha fugido do berço e teria sido adoptado por alguém!

Assim decidi explicar de forma simples que a mãe perdeu um bebé no inicio da gravidez que ainda era muito pequeno e que não tinha o coraçãozito a bater!

Ele conseguiu entender e depois ainda me diz "Já viste a minha sorte, não chegava um ia ter dois irmãos mais velhos!" 

Pais por este país e mundo fora conversem sempre de tudo com os vossos filhos, não os deixem na ignorância só porque acham que eles não entenderam ou porque as conversas são um NÃO ASSUNTO para as crianças. É preferivel que eles fiquem a saber pela nossa boca as informações do que obterem informações erradas com os amigos, na internet ou nas redes sociais. 

Ora vamos lá pensar e divagar...

Ana Gomes
29
Set21

Hoje venho aqui em modo de desabafo que é para ver se não chamo burra casmurra à pessoa que me disse tal coisa! Entenda-se que essa pessoa é um dos meus irmãos.

Aqui sentados hoje no trabalhinho quando a "inteligência" me diz "tu vê lá se sábado ou domingo dizes à mãe para ir almoçar a tua casa!" 

Vamos lá esclarecer uumas quantas questões.

1. Vou ser operada amanhã e tenho de ficar pelo menos 7 dias em repouso.

2. Se vou ficar em repouso quer dizer que não posso cozinhar nem fazer esforços. 

Vocês estão a questionar-se o porquê de me terem dito isso? Ok eu explico, o meu irmao que vive com a mãe vai de viagem, a pessoa que me disse isso vai de viagem e quem sobre? Eu! 

Eu, a quem a mãe amanhã vai acompanhar até ao hospital para eu poder ser operada e vir embora umas horas depois, mesmo sendo um ambulatório tenho que permanecer na cama! 

A minha vontade foi mesmo dizer... "em vez de ires passear ficas e tomas conta da tua mãe!"

Outra das situações foi passada ontem entre esta mesma pessoa, o meu marido e também com a minha mãe... a conversarem ao almoço sobre uma fechadura que um dos irmãos deixou lá para a mim mandar fazer uma chave, chegaram à conclusão que na empresa há chaves que dão para dar e vender! Logicamente a minha mãe pediu ao meu marido e à outra "inteligência" para levar as chaves para poder experimentar na fechadura a ver se alguma servia lá! 

Quando a minha mãe me liga e me diz isso fiquei sem palavras! 

Só lhes perguntei "uma fechadura que vem de uma casa particular e nada tem a ver com as portas da empresa vocês acham que vão arranjar uma chave para a fechadura?"

Resposta das inteligências da família (entenda-se a minha mãe e irmão), "pode sempre haver alguma que abra!

A mim saiu-me logo disparado um... "quer dizer que com a tua chave de casa posso abrir uma porta no vizinho ou vice versa!" 

Sinceramente esta gente está a ficar chalupa e a deixar-me a mim também! 

Ideias para entreter os miudos em casa

Ana Gomes
22
Jan21

Bem mais 15 dias com os miúdos em casa, sim é isso mesmo, 15 dias em que teremos de confinar com eles para que tudo isto abrande! 

Mas ter ideias de como só entreter às vezes é um desafio... em Março eles tinham aulas online acabavam por ter os dias entretidos com as aulas e trabalhos de casa mas e agora? Agora, eles não vão ter aulas mas é necessário que nestes 15 dias mantenham o ritmo de estudo mas também que mantenham alguma diversão e descanso. 

Há tempo para tudo! 

Vim aqui hoje deixar-vos algumas dicas para os entreter, mas lembrem-se eles precisam na mesma de estudar um pouco nem que seja 30 minutos por dia! Falo pelos meus que durante estes 15 dias vão fazer alguns trabalhos e fichas.

Por norma crio um horário para estas ocasiões (férias da Páscoa, Natal, Verão, etc.) e esta quinzena não será diferente. Há um período da manhã e outro na tarde (por norma 30 a 40 minutos de estudo, aproveito para fazerem trabalhos em atraso e acabo por imprimir fichas sobre as matérias). 

Mas agora vamos à parte da diversão e aqui vão algumas dicas

  • Sessões de Cinema com direito a pipocas... que tal começar a preparar as pipocas com eles em casa? Sabe bem e depois podem sempre ver o cinema através da netflix ou algum filme que esteja a passar na TV. 
  • O faz de conta... agora isto vale para descontrair como para eles estudarem! Ora bem vamos inverter papéis e que tal serem eles os professores? Uma ideia genial que os fará estudar a brincar e nós aprendermos um bocadinho.
  • Cozinhar com paixão - hora de programar um almoço, jantar ou um simples brunch com os pequenos. Ora bem é hora de organizar o dia... começarem a discutir o que vão cozinhar quando o vão fazer e mais importante de tudo a lista de compras. Ora de conferir se têm tudo em casa e caso não tenham é hora de ir às compras mas sozinhos deixem os pequenos em casa e um dos adultos da casa pode ir comprar ou fazer a compra online. 
  • Jogos em família - daqueles de tabuleiro, jogos de cartas ou mesmo que seja nas consolas de jogos o importante é que se distraiam um pouco! 
  • Piquenique em casa, sim é possível! Toca a arrumar a mesa de centro para um canto e começar a organizar o piquenique. Sandes, fruta, sumos, batatas e toca a divertirem-se no chão da sala.
  • Hora da ginástica - aqui vem o 2 em 1. Fazer com que os miúdos se mexam e aproveitarmos para que eles nos motivem a fazer exercício. Ioga, Pilates, Cardio há imensas app disponíveis que nos ajudam a fazer 30 minutos de exercício por dia. 
  • Visitas virtuais a museus. Sim é possível fazer visitas virtuais a museus e será uma ótima ideia para fazer com os pequenos ao final de semana.

Espero que estas pequenas dicas de activades sejam úteis a todos vocês pelo menos para todos em casa se distraírem e não perderem a vossa sanidade mental. 

Um ano diferente

Ana Gomes
25
Nov20

No ano passado por esta altura já tinha os presentes todos comprados e embrulhados, praticamente já na casa das devidas famílias, mas este ano como se está a tornar bastante atípico não tenho nada tratado! A não ser os presentes comprados... claro eu como sou e quem me conhece sabe que a net sempre foi minha amiga e aproveitei os saldos de verão para as compras! Mas Ana e se as pessoas não gostarem como vão trocar? 

Simples não trocam! Estou-me a marimbar para se as pessoas gostam ou não, com esta situação da pandemia as pessoas revelam-se cada vez mais e eu começo a perceber que afinal tudo o que eu achava que era não é! 

Assim é o minimo possivel... a melhor prenda sem dúvida será para a minha mãe, filhos e marido o resto é uma lembrança! 

Mas falando de outras coisas... decidi este ano comprar calendários do Advento para os miúdos e o mesmo fiz para mim! Senti a necessidade de mandar vir um calendário do Advento para mim! Produtos e produtos de beleza que tenciono diariamente colocar aqui para vocês verem... é o calendário da lookfantastic (ATENÇÃO não é publicidade, porque apesar de blogger não sou influencer, que é uma tristeza).

Comprei também um calendário do Advento para toda a familia com decorações de Natal.

No ano passado tive um Natal triste com a perda do meu pai, este ano a pandemia não nos deixa estar em familia por isso este ano decidi que a minha casa teria decorações em mil e um lugares e neste fim de semana faremos a árvore de Natal.

Que este ano termine e que nos deixe levar connosco tudo de bom que nos aconteceu em 2020 apesar da pandemia mas que o próximo nos traga, descanso, paz, saúde e liberdade! 

Um sonho tornado realidade

Ana Gomes
29
Jun20

Há sonhos e sonhos... e depois há aqueles sonhos que sabemos que podemos realizar bem como os que sabemos que nunca irão acontecer, mas que nem por isso deixamos de sonhar! 

Desde pequena tive sempre um sonho em particular, mas que teimava em adiar em adulta porque já tinha o meu canto bem bonito e grande o suficiente para 2 pessoas que estão a ficar velhotas e os filhos a crescer para sair de casa. 

Mas nesta quarentena tive assim umas compras que semprei sonhei fazer... o aspirador vertical... de um já tenho dois! O limpa vidros automático, uma moppy (uma mopa a vapor), um ferro vertical... mas houve uma que me deixou entusiasmada... sim mais do que todas as outras. 

Apesar de ainda não ser minha (escrevo este post a 16/06/2020 pois vou deixa-lo agendado) já tenho poder de decisão sobre a mesma. 

Compramos uma casa, num condominio fechado, numa zona de Portugal onde tudo é calmo, não há stresses e onde a vida corre lentamente. 

Um local onde posso sair do trabalho e numa hora estar no meu refugio de campo a ver o rio! O meu paraíso na terra, onde me vejo a morar quando me reformar, onde me vejo todos os finais de semana seja inverno ou verão. 

Onde sinceramente já pensei em mudar-me para lá e fazer 2 horas de viagem por dia, mas depois caiu-me a ficha e pensei nos meus filhos, no quão cansativo seria e assim decidi ficar com a casa só para férias e finais de semana. 

Querem ver o pequeno refúgio? 

104384520_636792290522404_4196663029639080972_n.jp

Sonhem sempre muito, porque um dia os sonhso realizam-se! Sim mesmo que demorem eternidades! 

 

 

E agora que o ano lectivo terminou?

Ana Gomes
26
Jun20

Os miúdos cansados, os pais exaustos e os professore meu Deus nem se fala! 

Parabéns a todos os professores que aguentaram este stress todo de ter de ensinar os pequenos a partir de casa. 

Parabéns a todos os pais e familiares que nestes últimos 3 meses tiveram de deixar o trabalho ou conciliar trabalho com a escola em casa dos pequenos. 

E agora que terminou o ano lectivo? 

O que faremos?

Bem eu decidi que os meus filhos até meados de Agosto não farão trabalhos, nem revisões de matérias nada disso! 

Vão descansar e ser crianças... o que não puderam ser até agora por imposição deste maldito virus. 

Mais do que nunca eles merecem descanso e poderem ter um pouco de paz e sossego! 

Deixem os pequenos curtirem os dias e não fazerem nada! 

Eles merecem! 

 

Nem quero saber do cansaço...

Ana Gomes
19
Jun20

O cansaço a mim nem me chateia, principalmente quando sei que vou para o meu paraíso! 

Depois de um dia de trabalho, daqueles dias que só queremos que acabem rápido, eu chego ao final dele e só penso "que se lixe, afinal vou às compras para ir para o paraíso!" 

Assim têm terminado os meus dias... cansada, de rastos mesmo que chego a casa e depois de jantar e arrumar cozinha estou a dormir no sofá... assim terminho os dias todos mas depois de 5 dias penso "que se lixe, afinal hoje vou para o meu paraíso!"

Mesmo que ir para o paraíso signifique que tenha de trabalhar, cozinhar, arrumar, limpar... não quero saber é o meu paraíso! O meu descanso! 

Ser professor(a)

Temos de valorizar todas as profissões!

Ana Gomes
01
Jun20

Bem sei que não sou a única a passar por esta situação e como eu estão milhares de pais neste país na mesma situação.

As aulas dos pequenos começaram pela tele escola, mas sinceramente não acho que seja algo que os entusiasme, mas pronto sempre aprendem alguma coisa de maneira diferente (ou não). 

Ao fim de uma semana de aulas sincronas do meu filho mais velho... notei a falta de aulas de história, mas como as coisas estavam um pouco no inicio não dei importancia. 
Um mês de aulas sincronas passaram e nada de professor(a) de história, começo a ficar preocupada e peço ao meu filho que esteja atento às aulas de história pela tele escola. 

Não estando eu em casa, pois tenho de vir trabalhar e sendo o pai a ficar com eles fiquei apreensiva. 

Recebemos um email dos coordenadores de sala a informar que a professora de história está de baixa por doença  e que o professor substituto recusou o horário! 

Comecei a magicar que só haverão mas 3 semanas de aulas... o que me leva a crer que em 3 semanas nenhum professor substituto venha a conseguir dar o resto da matéria. 

Bem comecei a pensar em soluções, pedir ao meu professor de história que é por acaso avô de um amiguinho do meu filho mais velho, pedir aos meus primos que são professores ou ao meu cunhado... mas depois decicidi tentar eu! 

Sempre gostei de história e adorava quando o meu professor desde o 7º ano ao 12º ano nos explicava as coisas e dava exemplos da vida real ou de algo que tivesse acontecido com ele.

Assim comecei a dar a economia em Portugal após a reconquista! Explicar a agricultura e a pastoricia e voltar aos meus tempos de adolescente quando ia para a escola. 

Explicar-lhe as feiras francas, os almocreves e os artesãos. 

Foi um reviver e ver o entusiasmo dele em quanto me ouvia. Fez perguntas e tirou dúvidas e chegou ao fim e diz-me "Mãe explicas melhor que a minha professora!" 

Ops... e agora? Será que a minha vocação era para professora?